coisas, Vida

Canhoto

As pontas soltas do teu cabelo estão se desprendendo do meu peito
Peito repleto de pontas soltas, que se vão com o tempo.

 

Estou ficando pelado de passado,
Parece que as portas que eu deixei aberta estão se fechando enquanto me afasto pra dentro de casa.

 

Estou ficando sozinho de forma exponencial. To expurgando cada dúvida dos meus ventrículos. To mandando você embora de maneira inconsciente, embora de uma forma bem consciente.

 

Memórias são leves substâncias que carrego comigo, mas para que a culpa? A dúvida de um futuro alternativo? A nostalgia de um passado que já não deu certo? Maldição do e se…

Sinto-me caminhar para algo diferente, direção nova que não via antes, me posiciono na bifurcação e escolho o caminho da direita do meu peito, é tempo de descansar meu lado esquerdo.


* Imagem por Leco Vilela.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *